×

Comentários

    FORGOT YOUR DETAILS?

    Imortal faz 2 a 0 no Caxias e faz a final contra o rival de Porto Alegre do Campeonato Gaúcho

    A final do Gauchão 2021 terá um Gre-Nal e é o maior clássico do mundo, então não dá para perder de jeito nenhum. O Grêmio conseguiu outra vitória e foi derrotado por 2 a 0, na Arena, no último domingo.

    Nessa segunda partida da semifinal, o Imortal conseguiu se garantir facilmente para jogar mais uma final. O Caxias eliminou o Juventude e chegou sabendo que tinha grande chance de perder a sua vaga.

    A nível de curiosidade, resta citar que a final da temporada passada foi justamente Grêmio contra Caxias, inclusive com gol do adversário de Laércio. Dessa vez, a verdade é que não foi diferente e o Grêmio conseguiu vencer.

    Após ter vencido o jogo por 2 a 1 no estádio Centenário, o tricolor estava em vantagem e poderia até empatar. No entanto, Matheus Henrique e Ferreirinha fizeram os gols, garantindo a vitória e colocando o time na final.

    Vale destacar que a primeira partida será no domingo e no estágio do adversário, sendo o primeiro Gre-Nal de Tiago Nunes. É fundamental citar que a chegada do técnico parece ter dado novo ânimo para esse bom momento.

    O técnico Tiago Nunes continua com 100% de aproveitamento e venceu todas as partidas que disputou. Entretanto, é importante saber se conseguirá manter-se invicto contra o adversário, já que é o jogo que realmente importa.

    Essa é a quarta final que o Grêmio joga no Campeonato Gaúcho, já que, anteriormente, superou Brasil, Inter e o Caxias. Em todas essas partidas, o técnico do Grêmio era Renato Portaluppi.

    A Arena Gremista mostra para você como foi a partida e a escalação escolhida foi a seguinte: Brenno, Vanderson, Pedro Geromel, Ruan, Diogo Barbosa, Matheus Henrique, Tiago Santos e Darlan; Ferreira, Luiz Fernando e Churín.

    Primeiro tempo: Grêmio administra, pouco sofre e Ferreira dá uma assistência

    O Grêmio começou em vantagem com a vitória no jogo de ida e optou por administrar a vantagem. Se o time gosta de trocar passes, com o placar na frente Tiago Nunes pediu para o time fazer um jogo de posse.

    O time jogava no campo de ataque e procurava espaço para final, porém sem ter quaisquer oportunidades claras. Marcelo Pitol não se sentia ameaçado e apenas batia tiro de meta, pegava a bola na mão e nada além disso.

    O Caxias teve algumas oportunidades, como por exemplo aos 09, quando Tontini tentou e Geromel precisou cortar. Essa era a tônica da partida e o adversário seguiu incomodando, rondando a área e apostando na velocidade.

    No escanteio, Bruno Ré cabeceou colocado e a bola passou bem perto do travessão. O Grêmio não se assustou tanto assim e passou a jogar com mais tranquilidade, por isso conseguiu dominar o rival.

    Aos 27 minutos do primeiro tempo, Ferreira cruzou para Matheus Henrique e o meio-campista fez o dele de cabeça. Marcelo Pitol, no lance, foi atingido no rosto e acabou desabando, porém continuou seguindo na partida.

    Tontini ainda teve a oportunidade de marcar o gol e acabou mandando por cima do gol de Brenno. O Caxias tentou de tudo para empatar e o goleiro gremista precisou operar dois milagres, em duas belas defesas

    A primeira foi em um cabeceio colocado de Thiago Sales e Brenno precisou mostrar a razão de ser titular. Giovane Gomez ainda teve outra oportunidade de chutar e o goleiro teve que mostrar as suas credenciais.

    O Imortal acabou o primeiro tempo em vantagem e conseguiu segurar o ímpeto adversário, colocando um pé na final. Entretanto, Brenno precisou trabalhar e essa não foi uma notícia para essa partida.

    Segundo tempo: Ferreira faz fila e consolida a partida

    Logo no início da etapa complementar, Rafael Lacerda, técnico do Caxias, resolveu fazer três alterações para mudar a situação. Contudo, não surtiu efeito e nada mudou, apenas o Grêmio que voltou mais tranquilo.

    O Imortal soube controlar o adversário e correu pouquíssimos riscos, até mesmo menos do que no primeiro tempo. Em dois lances seguidos, Ferreira teve as oportunidades de ampliar o placar e acabou não fazendo nada.

    Em um desses lances, Ferreirinha acertou a trave e o Caxias acordou apenas aos 26 minutos, quando Bruno Ré cabeceou para fora. Brenno estava vendo o jogo e trabalhando quando necessário, demonstrando muita maturidade.

    Aos 36 minutos da segunda etapa, Ferreira fez uma bela jogada individual, passou por dois marcadores e marcou um golaço. Daí para frente, restou deixar o tempo passar e chegar até a final para enfrentar o Internacional.

    Ferreirinha é seleção?

    Ferreira está em excelente fase em 2021 e está jogando muito bem, como aconteceu na partida do último domingo. O bom ponta demonstrou ter muita qualidade e conseguiu participar dos dois gols nessa partida.

    Como um jogador acima da média, Ferreirinha entortou o outro jogador no lance de gol de Matheus Henrique. Em seguida, cruzou na medida para o parceiro marcar um tento de cabeça e ampliar o placar.

    Na segunda etapa, o jogador acertou a trave aos 26 minutos e não perdeu a oportunidade de driblar dois defensores, marcando um golaço aos 36. O cara da partida tem tudo para chegar muito longe na carreira, que está iniciando.

    Segundo Tiago Nunes, que, inclusive, indicou o jogador para o Athletico Paranaense, é questão de tempo para Ferreira vestir a amarelinha. Enquanto isso não acontece, ele que continue brilhando com o uniforme do Imortal.

    O que vem pela frente?

    O tricolor volta a campo em plena quinta-feira, outra na Arena, e tenta encaminhar a sua classificação para a Copa Sul-Americana. Resta vencer o Lanus, às 19h15min, e manter a boa fase sob o comando de Tiago Nunes.

    A primeira partida da final do Gauchão será no domingo, às 16h, contra o Inter, no estádio do adversário. Por outro lado, o Caxias joga a série D, mas ainda não confirmou a data em que será esse jogo.

    Para o Imortal, fica a certeza de que Tiago Nunes consegue extrair o melhor do elenco e melhorou até a defesa. Resta saber se vencerá o estadual ou não, porque não dá para perder do rival em hipótese alguma.

    TOP