×

Comentários

    FORGOT YOUR DETAILS?

    A Arena Gremista mostra todos os detalhes da partida e também sobre o título da Libertadores de América.
    A Arena Gremista te convida a entrar em uma viagem maluca que irá culminar no título da Libertadores para o Imortal. Renato Portaluppi avisou que iria meter o time em cima e colocou. O Lanús sofreu muito e sentiu a imortalidade do tricolor gaúcho, que venceu a Libertadores e se tornou um tricampeão do torneio.
    O jogo teve tempos inteligente do Grêmio, que soube administrar e jogou do jeito que o seu treinador gosta. Renato Portaluppi viu que o segundo tempo do primeiro jogo foi primordial e repetiu. Ao Lanús restou apenas tentar e tentar, porém sem êxito algum e o Imortal é tricampeão com todos os méritos possíveis.
    Nada melhor do que mostrar como foi o jogo e como o contra-ataque foi mortal. Fernandinho, Barrios e Luan jogaram muito e funcionaram como um trio, no fim o Grêmio pode comemorar. Além disso, é um título também do seu treinador que tem sido o melhor do Brasil a muito tempo e ele não precisa estudar na Europa.

    O jogo
    O Grêmio entrou focado em decidir o jogo e a Arena Gremista avisou isto na postagem anterior. O jogo seria de contra-ataque e com o Imortal em cima, pressionando o tempo todo. Renato Portaluppi que não é inocente e nem nada, simplesmente fez o que era necessário fazer e deu muito resultado para o Grêmio.
    Primeiramente, é preciso falar sobre a polêmica do drone e isto é uma hipocrisia absurda. Cada um, luta com as armas que tem e Renato Potaluppi decidiu fazer isto, é porque estava correto. Ele simplesmente usou a tecnologia a seu favor, descobriu os pontos fracos e a imprensa começa a achar um verdadeiro absurdo.
    Voltando a partida, o primeiro tempo foi semelhante a segunda etapa do jogo de ida. O Lánus até tinha a bola, porém não conseguia prosseguir e argentino quando está afobado, só sabe dar lançamento longo. O panorama era este e dificilmente iria mudar, o que era bom para o Imortal e deixava a partida muito segura.
    Até que o Lánus se abriu no contra-ataque e Fernandinho resolveu dar uma arrancada, foi estilo Carlos Eduardo em 2007. O resultado foi um “pombo sem asa” que estufou a rede do adversário. A Arena Gremista acreditava que dava para ser ainda maior a vantagem e isto era questão apenas de tempo para rolar.
    Até que Luan pega a bola e saí driblando todo mundo, o resultado é simplesmente um alinda jogada. Até que na hora da finalização ele resolve encobrir o goleiro e o gol saiu. O resultado era o melhor possível e o primeiro tempo fechou do jeito que a torcida gremista imaginava, um 2 a 0 fácil sem muito esforço.
    Até que veio o segundo tempo e o que restava para o Grêmio era manter o que já estava dando certo.
    Os personagens da partida
    A Arena Gremista crê que quatro jogadores mereceram serem destacados, porque jogaram muito. Sendo assim, nada melhor do que mostrar quais são abaixo e assim facilitar as coisas. Veja:
    Fernandinho- Fernandinho bagunçou a defesa do time adversário e sem dúvidas, foi um dos melhores da partida. O seu gol simplesmente ajudou e muito a equipe a conseguir estar mais tranquilo. Aquele contra-ataque foi a coisa mais preciosa que aconteceu na partida e o Imortal deve muito a Fernandinho.
    Luan- A inteligência do meia-atacante simplesmente ajudou a deixar a dessa do time adversário em prantos. Luan teve duas chances clara de gols, fez uma e perdeu a outra, o que é normal. O imortal precisa urgentemente tentar segurar esse jogador, porque ano que vem ele vai estourar e será muito bem vendido.
    Cortez- No primeiro jogo da final, o Imortal sofreu com o lado de Cortez e o Lanús percebeu. Uma dos demores da Arena Gremista era justamente este e era preciso ter muita atenção. Porém, Cortez fez uma grande partida e anulou completamente os jogadores do Lanús que caíram pelo seu lado a todo momento.
    Bressan- Outro jogador que tinha tudo para fazer uma partida insegura, pois não vinha atuando. Porém, ele jogou muito e fez o simples, ou seja, “bola para o mato que o jogo é de campeonato”. É outro jogador que na mão de Renato Portaluppi irá desabrochar para o futebol e poderá ser um jogador muito útil.
    A ideia da Arena Gremista era mostrar que esses jogadores merecem atenção, porque jogaram bem. Luan e Fernandinho pela parte técnica, pois funcionaram muito bem e ajudaram no título. Já Cortez e Bressan tinham tudo para fazer um jogo inseguro e não é que jogaram bem, simplesmente destruíram a partida.
    E Renato Portaluppi?
    Não dá para falar dessa final ou da campanha sem citar o técnico do time gremista. Pois, Renato Portaluppi simplesmente destruiu armando o time e fez o jogo difícil se tornar fácil. Exceto a partida contra o Botafogo, durante todos os outros jogos, o técnico se superou e hoje é sem dúvidas o melhor do Brasil.
    A Arena Gremista também acredita que muito disso tem relação com o foco que agora ele tem na carreira. Antigamente, Renato Portaluppi treinava times do Rio e quando começava a complicar, ele saia. Porque, a vida dele é realmente na cidade Maravilhosa, porém desde de 2016 tudo mudou radicalmente.
    Hoje, ele é um técnico centrado e estudioso do futebol, não é daqueles que vão para a Europa. Ele simplesmente assiste os jogos tomando aquela cervejinha e comendo um churrasco. Depois, resta apenas aplicar e esperar o que os adversários irão fazer, porque realmente ele tem crescido muito na sua profissão.
    Esse título tem muita participação dele e é necessário destacar a sua evolução como técnico. Resta agora esperar o confronto contra o Real Madrid e é bom Cristiano Ronaldo se preparar. Pois, ele irá perder essa partida e o Imortal poderá ser bi-campeão do mundo e igualar Santos e Corinthians, ficando atrás apenas do São Paulo.

    TOP