×

Comentários

    FORGOT YOUR DETAILS?

    A Arena Gremista mostra todos os detalhes da partida e como Renato Portaluppi de a vitória ao Grêmio.
    A Arena Gremista te convida a viajar na partida mais importante do ano, que jogo amarrado e como Renato Portaluppi foi importante. A partida tinha tudo para terminar em 0x0 ou mesmo com uma derrota do Imortal. Só que o técnico do Imortal ao enxergar isso fez duas alterações e mudou a partida totalmente.
    Não trata-se de uma grande vantagem, porém a vitória dá tranquilidade e isso é importante. Além disso, deu para ver que se não der de um jeito precisará dar de outro e o que vale mesmo é o título. A hora de jogar o bonito ficou no passado e o momento agora é de ser campeão, ontem isso ficou muito claro a todos que viram.
    É preciso também destacar que a torcida que empurrou o Grêmio e conseguiu fazer a diferença. Renato Portaluppi consegue ter uma idolatria muito grande perante a todos e o presidente precisará fazer a estátua. Construa logo, pois a partir da semana que vem será preciso, continue e veja tudo sobre o jogo.

    O jogo
    O primeiro tempo da partida foi muito complicado e a Arena Gremista avisou isso a todos no post anterior. O bom técnico Jorge Almirón fez o que sempre fazia nas partidas anteriores, ou seja, dominou a partida. O lado de Cortez foi muito explorado e os jogadores criaram as principais jogadas justamente por lá.
    Alejando Silva teve muita vantagem por aquele lado e tocou para Martínez, isso aos 33 minutos. Só que Grohe confirmou a sua fase e conseguiu pegar várias bolas, o que foi sempre muito bom. Em outro lance na cabeçada de Braghieri o goleiro pegou mais uma bola e lembrou Gordon Banks, na Copa de 70 contra Pelé.
    É preciso destacar que o time gremista foi muito frio e tocou a bola para levar o primeiro tempo em banho-maria. Tocaram de lado, valorizavam a posse de bola e em momento nenhum davam mostras de sentir a pressão. Parece-me que era uma tática para deixar o Lanús gostar muito da partida e vir cada vez para cima.
    A Arena Gremista acredita que os jogadores de frente não estavam bem e principalmente Fernandinho. Barrios até fazia boa partida, porém sempre como pivô e Luan estava muito recuado ajudando o time a sair do campo defensivo. O imortal precisaria de algo novo, algum fator que mudasse completamente o jogo.
    Renato Portaluppi não entra mais em campo, porém domina o vestiário como poucos. E durante o segundo tempo o técnico do tricolor gaúcho enxergou que precisaria mudar se quisesse vencer. O jogo mudou totalmente e a bola aérea passou a ser acionada a todo momento e ao todo foram 23 jogadas na área.
    E já aos 37 a bola encontrou a cabeça de Jael e depois o pé esquerdo de Cícero, o resultado foi o gol e a vitória estava garantida.
    Os personagens da partida
    A Arena Gremista crê que quatro personagens merecem ter os seus nomes comentados. Pois, dois foram contestados e os outros são sempre lembrados pela torcida com muito carinho. Sendo assim, confira abaixo a importância que cada um teve na partida de ontem para garantir o resultado ao Imortal:
    Renato Portaluppi- É sem dúvidas o maior ídolo que o Grêmio tem, ganhou Libertadores e Mundial como jogador. Como treinador ontem enxergou que o time precisava da força de Jael e da efetividade de Cícero. Ambos podem até não ser craques, porém conseguem ser efetivos e decidiram a partida ontem.
    Marcelo Grohe- Pegou pelo menos duas bolas difíceis ontem e fez um milagre, Tite é adepto da Meritocracia e precisa voltar a convocar o goleiro do Grêmio. Pois, no momento é o melhor do Brasil, superou Cassio e igualou o nível de Vanderlei, se ganhar a Libertadores a convocação será inevitável.
    Jael- Atacante esforçado a aposta pessoal de Renato Portaluppi, trata-se de um jogador limitado tecnicamente. Porém, muito esforçado e em uma final o seu estilão meio “Jardel piorado” faria diferença. Ele entrou dando “fumaça” na partida, desviou uma bola, deu um chute e mostrou que pode ser muito útil.
    Cícero- Por todas as equipes que passou sempre foi um jogador efetivo e nunca brilhante. Ele não dá show, nem dribla e brilha, porém faz gols, decide jogos e pode ser útil. Outra aposta de Renato Portaluppi que deu muito certo, pois entrou para ajudar na saída de bola e se mandar para área quando desse, e olha que deu.
    A Arena Gremista acredita que o ponto principal da partida foi Renato Portaluppi mudar o estilo de jogo. Era normal querer se manter sempre tocando a bola e cozinhando a partida. Porém, o técnico não fez isso e terminou dando muito certo.
    A arbitragem
    É preciso ser honesto e reconhecer que o jogo ontem beirou o roubo, porque foi escandaloso. Primeiramente, os jogadores argentinos entraram apenas para provocar os brasileiros. A Arena Gremista lembra que Kannemann está fora da segunda partida sem ter feito absolutamente nada e ainda sim, foi punido.
    Depois aquele pênalti que Jael sofreu e que bastava o juiz usar o arbitro de vídeo para consultar e não fez, a partir dali tudo mudou. O juiz meteu a mão em todo o jogo, inverteu faltas, deu cartões errados. Se foi proposital ou não, ninguém sabe, porém, foi extremamente vergonho e se fosse a uns tempos atrás…
    A Arena Gremista acredita que o veículo mais adequado para o juiz deveria ser um camburão. No fim da partida o arbitro quase apanhou e os jogadores do Grêmio foram loucos em cima do juiz. Se Renato Portaluppi, Geromel e Paulo Vítor não entram no meio, poderia ter acontecido o pior para os juízes.
    Bom, se tem o arbitro de vídeo é para ser usado e não utilizar é verdadeiramente um crime. Porém, só reforça aquela ideia de que a organização do futebol só é praticada na Europa e não na América Latina.

    TOP