Acontece

Em mais um jogo fraco, equipe tem quase 97% de chance de ser rebaixada e só um milagre salva.

Esses jogadores do Grêmio não merecem a torcida que tem! Isso está claro e hoje foi mais um exemplo. Em plena Fonte Nova, o Imortal perdeu por 3 a 1 e viu as chances de permanecer na primeira divisão caíram para quase 3%.

Guto Ferreira armou um time para ganhar a partida e foi muito feliz em saber a hora de atacar, defender e aproveitar a força da torcida. Por outro lado, o tricolor demorou a se encontrar e teve as melhores chances quando o Bahia quis.

Resta ao Grêmio jogar na quinta contra o São Paulo, na Arena, às 20h, vencer e torcer por tropeços dos rivais contra o Z-4, que são, respectivamente, Juventude, Bahia e Atlético-GO, pois essas equipes têm um jogo a menos.

O Grêmio segue em 18° colocado e tem 36 pontos, ou seja, se o Bahia vencer a partida atrasada, que é contra o Atlético-GO, a diferença subirá para 7 pontos, já se o Atlético-GO conseguir a vitória terá 8 pontos de diferença. Por outro lado, o Juventude joga contra o Bragantino e se ganhar abre 7 pontos para o Grêmio.

Para a partida de hoje, Mancini mandou a campo: Gabriel Chapecó; Vanderson, Geromel, Kannemman e Bruno Cortez; Thiago Santos, Victor Bobsin e Villasanti; Alisson, Ferreira e Borja

Primeira etapa: Torcida baiana empurra e Bahia abre 2 a 0

O Bahia partiu para cima e aproveitou a força de jogar em casa, já que eram mais de 30 mil torcedores. O time de Salvador tratou de abrir o placar aos 12, quando Matheus Bahia recebeu belo lançamento de Rodriguinho e contou com a soneca da defesa, bem como a falha do goleiro e mandou pro fundo das redes.

Dizem que nada que está ruim não tem como piorar mais, foi exatamente o que aconteceu cinco minutos depois. Geromel tenta recuar para o goleiro, Raí, que estava atento, viu e tratou de tirar do goleiro para marcar o segundo gol.

O adversário, que tem um técnico experiente e acostumado a tirar equipes do Z-4, diminuiu o ritmo. O Grêmio não tinha força para incomodar e sofria sozinho, tanto que o Bahia pouco incomodava e apenas aos 44 é que Danilo Fernandes precisou trabalhar.

Segunda etapa: Grêmio reage, mas é pouco para tentar algo

O Bahia começou o segundo tempo relaxado e mal organizado, não demorou muito para o Grêmio incomodar. Mas foi aos 15 que tudo mudou, quando Rafinha pegou o rebote do escanteio e chutou, Thiago Santos desviou e diminuiu a vantagem do adversário.

A equipe de Salvador tinha perdido dois gols antes e foi punida, porém esse gol acordou o Bahia. O tricolor da boa terra tratou logo de atacar e aos 26 minutos fez o terceiro gol, mas o VAR entrou em cena e anulou o tento.

O Grêmio tentava na base do abafa, entretanto o Grêmio conseguiu outro gol aos 39 com Daniel. Borja teve uma oportunidade e conseguiu perder um gol quase feito, o placar estava feito.

De acordo com a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), o Grêmio tem 96,7% de chance de ser rebaixado. Parabéns para essa equipe que mancha a história do Imortal!

Compartilhe